Uma das maneiras de você conseguir viajar sem gastar tanto é trabalhar em troca de hospedagem. Uma diária em um Hostel varia de R$30 a R$80 reais dependendo da localização e da estrutura que o local tem pra te oferecer. Em Hoteis e Pousada o preço é ainda maior por serem opções mais privativas. Isso torna a viagem cara, e às vezes inviável para muitas pessoas.

Leia também “Porque viver viajando não é uma utopia“.

Trabalhar em troca de hospedagem

Para baratear a viagem, eliminar o gasto com a estadia ajuda, e muito. Uma alternativa que tem crescido muito é você trabalhar em troca de hospedagem. Diminui, pelo menos, 70% dos gastos que você teria com uma viagem.

A maioria dos lugares propõem um sistema de voluntariado de 4 ou 5 horas diárias de trabalho, com até duas folgas por semana. Assim, sobra tempo pra você conhecer o lugar que está depois do trabalho, e ainda mais nas suas folgas. Se você não for muito consumista, os únicos gastos que terá será com alimentação.

©Novos Hippies

Para mim é perfeito porque eu gasto somente com comida (e ainda ganho o café da manhã). Em outras horas vagas consigo fazer uma graninha a mais para me manter viajando por mais tempo: vendo lanches, faço música, escrevo para o blog. Tem até quem consegue um trabalho freelancer de garçonete ou bartender (eu nunca tentei, mas está na lista).

Veja 5 Dicas para você viajar barato pelo mundo.

Sites que te ajudam a trabalhar em troca de hospedagem

A Internet é uma das melhores amigas dos viajantes atuais. E graça a globalização hoje é possível você já agendar um voluntariado do outro lado do mundo. Os sites Wordpackers e Workaway fazem o papel de unir os dois extremos do planeta. Além deles também existe o WWoof.

Todos os três são pagos. Alguns tem a opção de você pagar por cada viagem que quer fazer. Neste caso acho mais interessante para quem quer ter apenas uma experiência. Todos tem a opção de você pagar uma taxa anual, que eu acredito ser a que vale mais a pena para os mochileiros que querem passar por vários lugares. Essa taxa é cobrada pra você entrar em contato com o hostel, hotel, ecovila, enfim… o lugar que você escolheu para voluntariar.

Ou, se você não tem dinheiro como eu, tem a opção de falar diretamente com os hosteis através das Redes Sociais. É um processo mais demorado, porque não são todos os lugares que aceitam esse tipo de troca. Mas, vale a pena o esforço.

©Novos Hippies

O melhor de toda essa experiência é o aprendizado que você ganha. Você aprende coisas novas, conhece pessoas e faz amigos que provavelmente nunca esquecerá.