Planeta Terra está superexplorado e não consegue suprir demanda do consumo humano

Com tanta exploração e exigência do Planeta Terra para poder manter a humanidade e os luxos de algumas classes sociais, a Terra está sobrecarregada. Para provar essa situação foi criado o Dia de Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day, em inglês). Ele marca a data em que se consome mais recursos naturais do que ela é capaz de produzir ao longo de um ano.

O mais impressionante é que o planeta já atingiu sua sobrecarga na década de 1970, há 36 anos. A estimativa é feita pela Global Footprint Network, uma ONG ambientalista. Para chegar a esse resultado ela utiliza dados governamentais dos países, da ONU, da Agência Internacional de Energia e da Organização Mundial do Comércio (OMC). Nesse link você pode conferir através de fotos e uma time-lapse o derretimento das geleiras, causado pelo efeito estufa.

Consumo x capacidade do Planeta Terra

Os números são baseados na demanda de consumo, produção de bens, exploração global e tamanho da população, em relação à capacidade de a natureza gerar novos recursos e reciclar resíduos (decomposição orgânica).

Em 2016, o Dia de Sobrecarga da Terra foi marcado em 8 de agosto. E a cada ano que passa, a data ocorre mais cedo. Em 2000, quando foi feito o primeiro cálculo, o esgotamento de recursos foi marcado no dia 4 de outubro. Em relação ao ano passado, são quase dois meses mais tarde.

Cálculos retroativos também foram feitos desde 1961. E concluiu-se que a data em que o planeta ficou sobrecarregado pela primeira vez foi no dia 23 de dezembro de 1970. Ou seja, quatro meses mais tarde que 2016. Este ano, a estimativa é que a data também chegue ainda mais cedo, infelizmente.

Precisamos de 1,6 planeta para sobreviver

Se o consumo de recursos continuar assim, será preciso dois planetas até 2050. Pois, já é necessário 1,6 planeta para suprir as demandas da humanidade.

Alguns fatores que contribuíram para essa superexploração do planeta são: poluição (emissão de dióxido de carbono para a atmosfera causada por indústrias e veículos automotores), desmatamento das florestas causados para produção de pasto para gado e produção de madeira, sobrepesca dos oceanos, emissão de gás metano dos bovinos, diminuição da biodiversidade, exploração de minerais, erosão do solo, entre outros.

O que você pode fazer?

Se cada ser humano estiver mais consciente de seus atos, pode ser que o planeta consiga sobreviver mais alguns anos. O veganismo, por exemplo, pode te ajudar. É uma filosofia que vai muito além da alimentação, e tem como essência a preocupação com o futuro do Planeta Terra e das próximas gerações.

Acabando com o consumo de carnes é possível economizar água, alimentos e muita terra. Leia mais sobre o veganismo aqui. Seja Vegano!

 

 

Fontes: Ciclo Vivo WWF Brasil